Morreu na noite de quinta-feira, dia 13 de outubro, no Hospital Albert Einstein na cidade de São Paulo, o psiquiatra, psicoterapeuta e escritor Flávio Gikovate, de 73 anos.

Ele apresentava o quadro “No divã do Gikovate”, na rádio CBN, dentro do “CBN Noite Total” e, aos domingos, um programa de mesmo nome desde 2007. Gikovate lutava contra um câncer desde março, quando a doença foi descoberta.

Dono de um divã onde muitos quiseram tirar suas dúvidas ao longo dos mais de 50 anos de formação, o médico foi o pioneiro nos estudos sobre o sexo, amor e vida conjugal no Brasil, tendo publicado 34 livros com reflexões originais sobre esses temas e que já venderam cerca de um milhão de exemplares. Desde 1977, desenvolvia intensa atividade de divulgação de suas ideias através dos veículos de comunicação: assinou colunas na Folha de S. Paulo, na revista Cláudia, teve um programa na TV Bandeirantes e, desde 2007 começou a apresentar o premiado “No Divã do Gikovate” pela rádio CBN. O programa era gravado no teatro Eva Herz da Livraria Cultura Conjunto Nacional, em São Paulo, com a participação do público na plateia.

Em 2010, o psiquiatra encarou um novo desafio: aceitou o convite do autor Sílvio de Abreu para atuar na novela “Passione”, da TV Globo, interpretando ele mesmo. A motivação para participar da novela foi a mesma que sempre permeou sua carreira: divulgar a profissão para o maior número de pessoas possível.

O corpo de Flávio Gikovate foi cremado na tarde de sexta-feira (14) no Cemitério e Crematório Horto da Paz, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo.

FONTE: Cheni no Campo 

Mais notícias de rádio, visite: www.bastidoresdoradio.com
Sugestões no formulário abaixo:

Anúncios